Festa da liberdade

Dia 09 de novembro de 2009. Às 5 da tarde já estava tão escuro como se fosse noite densa. A chuva não dava trégua desde a manhã. A caminho de Berlim, eu estava ansiosa em fazer parte da festa da liberdade, em alemão Fest der Freiheit que celebraria os 20 anos da queda do muro símbolo da repressão.

Tão envolvida com os relatos, vídeos e fotos de 89 e da História da RDA em geral, não pude deixar de me emocionar com essa comemoração que, agora, penso também ser minha. Sinto que a História da queda do muro de Berlim vai mais além da Alemanha. A mensagem de (re)união e luta das pessoas por liberdade é fato que provoca reflexões em todo o mundo. Infelizmente ainda há muitos muros físicos e ideológicos a serem derrubados. Ontem fiz esse post com um link interessantíssimo falando do assunto.

Cheguei em cima da hora no palco das celebrações, portanto era de se esperar que eu não teria acesso ao Portão de Brandemburgo. Mas na Potsdamer Platz pude juntar-me à multidão que não ligava pra chuva e frio e se aglomerava lá para ver toda a festa sendo transmitida ao vivo em telões. A paisagem ao meu redor era inusitada: havia um verdadeiro muro móvel de guarda-chuvas!

Plácido Domingo cantou e emocionou. Aqui um vídeo de sua apresentação (continue lendo o post depois).

Depois veio Bon Jovi com a sua recém composta “We weren’t born to follow” (tradução livre: nós não nascemos para seguir). Fiquei surpresa ao ver um cantor não germânico ganhar tanto destaque na festa e confesso não ter entendido bem essa escolha. No entanto, pesquisando na internet descobri que o artista tem uma relação com Berlim desde o fim da década de 80 e compôs essa música dedicada à independência e a aqueles que lutaram pela liberdade mesmo em meio às adversidades.

O cantor se apresentou no chão debaixo de uma chuva fina e fria. Rolou um playback, mas tudo bem. Era dia de festa. Vejam o vídeo e sigam lendo o post abaixo.

Comecei a tirar fotos e a observar os arredores. Pessoas encolhidas pelo frio, celulares, câmeras digitais, anúncios publicitários gigantes por todos os lados. Especialmente ontem, essa conjunção de fatores me chamou a atenção. Um novo mundo tinha adentrado o coração de Berlim. Enquanto o muro esteve erguido, a Potsdamer Platz foi dividida e certamente era bem diferente do que eu via ali naquele momento.

Durante as horas que estive lá, tentei me transportar no tempo e imaginar como tinha sido há 20 anos. A alguns metros dali, as pessoas já deviam estar subindo no muro próximo ao portão de Brandemburgo, a euforia coletiva devia estar em cada esquina e as duas partes de Berlim já se reencontravam e se abraçavam abrindo caminho para uma nova era, um novo país.

Uma pena que a festa de ontem foi tão organizada para ser transmitida ao vivo. Parecia mais um programa de TV que uma  celebração popular. Mas a atmosfera de alegria  e o orgulho da liberdade conquistada com tanto esforço imperavam nessa noite memorável. Acabada a festa, tomei um Glühwein (vinho quente com ervas típico do período frio) já esperando as celebrações de 2010, 2011, 2012…

AQUI um vídeo  com uma reportagem sobre a festa. Está em alemão. E abaixo outro vídeo com o coral “Adoro” cantando na festa de ontem uma música bem famosa aqui chamada Freiheit – Liberdade.

Anúncios

2 responses to “Festa da liberdade

  1. Mensagem ao Site.

    Parabens pelo conteudo e pelos comentarios inteligentes e importantes pelos tempos dificeis em que vivemos na Era das Incertezas. Li numa parte que muito do conteudo é a respeito da Queda do Muro de Berlin, foi importante, pena que o mundo nao entendeu , pois o muro nas Alemanhas foi erguido para as Pessoas nao sairem da Oriental para a Ociedental, e hoje os USA entre o Mexico levantam um muro de milhares de kilometros, para as pessoas nao entrarem, entre o Egito e Israel, ergueram um muro para cima e outro para baixo com 14 metros de profundidade para os palestinos nao sairem, mais uma vez vivemos a Era das Incertezas. No meio de tanta Dor, pelo Katrina, Tsunami, Catarina, Terremoto no Haiti, tem sido assim, mas quando nos uniremos pelo Amor a Vida, ao Planeta Terra ?, vejam no youtube temos ali a nossa Sugestao para mudarmos os destinos da humanidade, mas gracas a Era do Conhecimento e da informacao é que podemos chegar as mentes e aos coracoes das pessoas que poderao nos ajudar como voces.

    Voces do Site estao no Festival de Sundance em Utah, podem nos informar temos umas 2 folhas do nosso Projeto para fazer chegar aos organizadores como o Robert Redford que dá muito valor a esse tipo de trabalho, quem sabe voces possam nos ajudar.

    Aguardamos contato e seguimos em frente.

    JOSE PEDRO NAISSER.
    TWITTER Globalecologist.
    Curitiba.pr.
    Brasil.

    email. jpnaisser@hotmail.com

    • thewallmemories

      Olá José Pedro,

      obrigada pelo comentário aqui no blog. Na minha opinião, vivemos realmente um momento de transição – espero que para melhor.
      Sua boa-vontade me parece admirável, mas eu lamento dizer que não estou em Sundance.
      Boa sorte na empreitada em difundir sua mensagem.
      Essa tarefa de salvar o planeta é de todos nós!
      Ariane

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s