O muro dos outros

The others’ wall.

Jovens palestinos rompem partes do muro situado entre Jerusalém e Ramallah, para lembrar os 25 anos da queda do muro de Berlim. Foto: AFP Photo

Jovens palestinos rompem partes do muro situado entre Jerusalém e Ramallah para lembrar os 25 anos da queda do muro de Berlim. Foto: AFP Photo

De / From RT

“Palestinian youths use sledgehammers to break parts from a concrete segment of the controversial Israeli separation wall in the West Bank village of Bir Nabala -between Jerusalem and Ramallah- on November 8, 2014 as celebrations today mark 25 years since the fall of the Berlin Wall.”

Leia mais AQUI (em inglês) / Read more HERE

Anúncios

Milhares de pessoas em Berlim lembram os 25 anos da queda do muro

Balões de LED espalhados pela cidade marcam a antiga barreira.

Um muro feito de luzes. / A wall made of lights. Foto: ?

Um muro feito de luzes. / A wall made of lights. Foto: ?

Da Revista TIME / From TIME Magazine:

Pelo menos 1 milhão de pessoas deverão celebrar 25 anos desde a queda do muro de Berlim. Link para a reportagem AQUI (em inglês).

At least 1 million to celebrate 25 years since the Berlin Wall fell. Read the full article HERE.

25

Moradores da Berlim Ocidental observam Berlim Oriental logo após a construção do muro em 1961. / People from West Berlin observe East Berlin right after the construction of the wall. Foto: Paul Schutzer / Time & Life Pictures

Moradores da Berlim Ocidental observam Berlim Oriental logo após a construção do muro em 1961. / People from West Berlin observe East Berlin right after the construction of the wall in 1961. Foto: Paul Schutzer / Time & Life Pictures

Não aos muros. 25 anos da queda do muro de Berlim.

No to the walls. 25 years of the fall of the Berlin wall.

Berlin 09/11/1989. Foto: ?

Berlin 09/11/1989. Foto: ?

East Side Gallery down? No!

Querem derrubar a East Side Gallery, um dos pontos mais importantes de memória da História de Berlim (e do país). Um verdadeiro absurdo! Já está rolando uma petição online (AQUI, em alemão) e um evento no facebook chama as pessoas para um protesto no próximo domingo, às 14h. Se estivesse na Alemanha, certamente estaria lá no domingo. Já fiz muitos posts aqui no blog falando sobre a East Side Gallery e sobre a sua importância como ícone da História recente de Berlim. A memória de um lugar tem que ser preservada! Aqui o link para uma matéria na BBC (em inglês).

Some people want to bring the East Side Gallery down. It’s one of the most important memory points of Berlin’s and the country’s History. An absurd! There’s an online petition (in german) and an event on facebook calls people to come around on next sunday from 2pm on. If I’d be in Germany, I’d certainly be there. I’ve already made some posts about the East Side Gallery, explaining its importance as a symbol of the recent History of Berlin. The memory of  a place must be preserved! Here is the link for a BBC report.

Where are we now?

O maravilhoso David Bowie lançou uma música há alguns dias, provavelmente lembrando o tempo que ele passou em Berlim, nos anos 1970. Vendo as imagens do clipe e as referências que ele cita na própria letra, bate uma saudade enorme da capital, da Alemanha como um todo. //

Wonderful David Bowie released a new song some days ago remembering the time when he lived in Berlin, in the 70’s. As I see the imagens in the videoclip and listen to the lyrics, I confess that I miss Berlin – and all the rest of Germany – a lot.

Show do Criolo em Berlim / Criolo’s Concert in Berlin

Na minha opinião, Criolo é um dos melhores artistas da música brasileira da atualidade. Dia 17 de novembro, no clube Gretchen, em Berlim. Imperdível!

In my opinion, nowadays Criolo is one of the best music artists in Brazil. On November, 17th, at Gretchen, in Berlin. Don’t ever think to miss the concert!

Mais informações AQUI (em alemão). / More info HERE (in German ).

Leipzig na moda / Trendy Leipzig

Na ponte Saxônia, no Parque Clara-Zetkin. Foto: Gordon Welters/ DER SPIEGEL

A revista Spiegel é quem diz “Leipzig é a nova Berlim”. Eu descobri isso antes, já que vivi lá por 4 anos. E quem visita este blog sabe bem disso. 🙂

The magazine Spiegel says “Leipzig is the new Berlin”. I found out this before as I’ve lived there for 4 years. And who visits this blog knows that. 🙂

O link para a reportagem está AQUI (em inglês).

The link for the report is HERE (in English).

This ain’t California

Do site Deutsche Welle:

“Através da história de três amigos, documentário mostra o papel do skate na subcultura de Berlim Oriental. Misturando diferentes técnicas e linguagens, diretor Marten Persiel brinca com os limites entre fato e ficção.

Criado como alternativa para os dias sem ondas nas praias californianas nos anos 1950, o skate virou moda passageira na década seguinte. Nos anos 1970, a prancha com rodas foi reinventada. Jovens de uma decadente área de Los Angeles desenvolveram a personalidade do esporte, graças a rodas de poliuretano e à seca que transformou piscinas vazias em pistas para manobras. Mesmo que involuntariamente, o papel do skate foi sempre de reinterpretar.

“Reinterpretar o cinza que estava ao nosso redor e transformá-lo em um lugar para brincar”, reflete um dos personagens do This ain’t California sobre o papel do skate em sua infância na antiga Alemanha Oriental. O filme é uma espécie de documentário sobre como a subcultura do skate se desenvolveu nos anos 1980 ao leste do Muro de Berlim.”

Matéria completa AQUI.

Os trailers estão abaixo. O primeiro é em alemão e o segundo, em inglês.

Berlim nos anos 20

É fora do tema que normalmente abordo aqui no blog, mas não resisti.

It’s off topic, but I couldn’t resist.

Céu na Alemanha

A cantora Céu é uma das minhas favoritas da atualidade. Vivo cantarolando Grains de Beaute (do disco anterior), mas sem nenhuma pretensão de ter o vozeirão dela.

Com disco novo recém lançado, o ótimo Caravana Sereia Bloom, a cantora acaba de anunciar no facebook oficial, as datas e cidades de sua turnê europeia. A boa novidade é que há vários shows na Alemanha agora em março. Se liguem:

24 – Nürnberg, Germany – Tafelhalle
25 – Frankfurt, Germany – Zoom
27 – Berlin, Germany – Lido
28 – Hamburg, Germany – Fabrik
30 – Karlsruhe, Germany – Tollhaus Karlsruhe

Um aperitivo do novo disco:

Documentos revelam que Alemanha Ocidental tentou “comprar reunificação”

Do site da Deutsche Welle:

Documentos nos EUA revelam que na década de 1960 a Alemanha Ocidental tinha planos de oferecer dinheiro à União Soviética em troca da reunificação alemã.
Documentos recém-disponibilizados nos Estados Unidos indicam que, na década de 1960, o então chefe de governo da Alemanha Ocidental, Ludwig Erhard, pensou seriamente em oferecer uma soma bilionária à União Soviética em troca da reunificação dos dois Estados alemães.
A informação foi publicada pela revista Der Spiegel neste sábado (1º/10), com base em documentos divulgados pela CIA e pela Secretaria de Estado em Washington. Os norte-americanos teriam sido inclusive cogitados como “potenciais mediadores” do que Washington chamou de “plano Erhard”.
O governo soviético enfrentava problemas financeiros e por isso teria estado aberto a uma negociação, argumentou Erhard. Antes de ser chefe de governo, entre 1963 e 1966, ele foi ministro das Finanças e se tornou conhecido como o “pai do milagre econômico” alemão após a Segunda Guerra Mundial.

Continue lendo AQUI.

Dresen premiado em Cannes 2011

No momento que estou escrevendo este post, a lista dos vencedores do Festival de Cinema de Cannes 2011 ainda está sendo divulgada (UPDATE: todos os premiados AQUI). Vi agorinha que o diretor Andreas Dresen acaba de faturar um prêmio na categoria Un Certain Regard com o filme Halt auf freier Strecke.

Fico feliz, porque Dresen é um dos cineastas alemães da atualidade, cujo trabalho eu mais gosto. Aqui um teaser do filme que ganhou (em alemão com legendas em inglês). Veja e siga lendo o post:

Ele é conhecido por adotar um estilo mais documental em seus trabalhos ficcionais. Abaixo o trailer de Wolke 9 (Nuvem 9), um outro filme dele que eu gosto muito e que também foi premiado no festival de Cannes em 2009 (em alemão com legendas em inglês).

Critics on Reunification Monument

From Deutsche Welle:

After hundreds of proposals and years of debate, a design from Berlin’s newest monument has been selected. But it has drawn harsh criticism from those who say it symbolizes all the wrong things.

 The reunification monument is set to occupy a central spot in the city, across from the Berlin City Palace, which is also slated to be rebuilt. But the design, titled “Citizens in Motion,” by Stuttgart-based firm Milla & Partner has met with confusion and rejection – as well as enthusiasm.

Two different commissions reviewed designs for the project over the course of several years. Some 500 proposals were submitted from all segments of society, but the jury couldn’t agree on any of them. That’s when they changed the application process: only designated artists were invited to submit proposals. The second attempt drew 300 suggestions. (…)

More HERE.

Mahler Festival

Começa hoje em Leipzig o festival em homenagem ao centenário da morte do compositor austríaco Gustav Mahler. A cidade sedia o evento como forma de homenagear Mahler, que viveu e trabalhou na cidade alemã de 1886 a 1888. Consta que foi em Leipzig onde ele compôs a sua sinfonia No. 1. (wikipedia em português / english).

A programação do festival oferece não somente concertos, mas também simpósios, leituras de livros e filmes. A página oficial do evento está AQUI.

Seguem três fragmentos da sinfonia que Mahler compôs durante sua permanência em Leipzig. O vídeo abaixo mostra a Orquestra da Gewandhaus Leipzig, regida em 2009 pelo maestro Riccardo Chailly.

Este segundo vídeo traz a Orquestra Filarmônica de Viena, regida em 1975 pelo maestro Leonard Bernstein.

E por último, o maestro Gustavo Dudamel rege a Orquestra Filarmônica de Los Angeles em 2009.

Controvérsia na East Side Gallery

Saiu no El Pais:

A principios de 1990, Bodo Sperling fue contactado por un grupo de artistas de la antigua República Democrática Alemana (RDA) para participar en la realización de una obra de arte colectiva que cubriría la superficie gris del muro que dividió la ciudad de Berlín, y el mundo entero, en dos bloques. Eligió los colores azul, amarillo, negro y blanco. Pintó líneas geométricas y las estrellas de la Unión Europea, y tituló su obra La transformación del pentagrama en una estrella de paz en una Europa sin muros. Él y otros 117 artistas de todo el mundo realizaron juntos la que se conoce como la “mayor galería de arte al aire libre del mundo”, la East Side Gallery. Hoy, sin embargo, en lugar de los colores de Sperling se ha quedado un espacio vacío pintado de blanco.

Notícia completa AQUI.

Dica do Manuel Zayas. 😉